chester's blog

technology, travel, comics, books, math, web, software and random thoughts

O Que Eu Quero MESMO Ganhar No Natal

| Comments

A Coca-Cola inventou o Papai Noel? Clique e saiba!Amigos e familiares que eventualmente estejam pensando em me presentear no Natal que se aproxima: eu fico muito feliz com isso, juro. Mas ficarei ainda mais feliz se eu não ganhar um presente. Existe uma explicação científica para isso, mas vocês merecem uma satisfação mais pessoal.

Fato: é complicado presentear, por mais que a gente ache que conheça a pessoa. Você perde um tempão, gasta um dinheirão, e muitas vezes não atinge o resultado esperado. Que tal, ao invés disso, usar esse tempo e dinheiro para ajudar alguém que esteja precisando muito mais do que eu ou vocês?

Não pensem que estou sendo mal-agradecido (ou que vou ficar triste com quem optar por me presentear). O fato é que eu acredito que a redução do sofrimento (pessoal ou alheio) está intimamente ligada à iluminação e à busca pela felicidade. E nada me deixaria mais agradecido do que um esforço no sentido de reduzir – um pouquinho que seja – do sofrimento neste mundo. E eu seria injusto se não deixasse isso claro para todos.

Se vocês acham que é mais fácil comprar um presente, tudo bem. Mas eu duvido: o que não falta é gente precisando de ajuda. A escolha fica a seu critério, mas eu optaria por ajudar uma entidade que promova o bem-estar social (mais do que oferecer assistencialismo não-sustentável) e que não tenha conexão com qualquer religião (durmo melhor sabendo que meu dinheiro está sendo empregado em ações concretas, e não para promover este ou aquele dogma).

Organizações que eu já ajudei incluem a EFF (que defende direitos civis em um mundo cada vez mais digital) e a Kiva (que faz microcrédito, ou seja, empresta dinheiro para gente simples, que trabalha por conta e precisa investir pequenas quantias nisso). Não sei de organizações no Brasil que façam esse tipo de coisa – se alguém souber, por favor me diga!

Se preferirem fazer uma coisa mais “hands-on”, mais com cara de natal, uma opção é ajudar o Papai Noel dos Correios: vocês escolhem uma carta, providenciam o presente/resposta, e os Correios cuidam da entrega. Esta atitude, embora não seja tão eficiente quanto o que uma instituição faria, leva um pouco de alegria para uma família que provavelmente estava precisando bastante.

Outra idéia é ajudar a manter produções culturais e artísticas que você consome gratuitamente ao longo do ano. A Wikipedia é um deles (e explica bem por que é razoável contribuir), e basta prestar atenção quando você navega que vai encontrar outros. Devo atualizar este post com outros sites que me vierem à cabeça, mas convido o leitor a dar sugestões no campo de comentários abaixo.

Qualquer que seja a sua escolha, eu agradeço de verdade. Se tem alguma coisa muito melhor do que desejar um “Feliz Natal”, sem dúvida é ajudar a construir um!

Comments