chester's blog

technology, travel, comics, books, math, web, software and random thoughts

Aterrissando No Canadá

| Comments

Foto Original por Deaf Dude (clique para ver)Mudar de país envolve um monte de pequenos detalhes. Assim como fiz no post sobre o processo do visto de trabalho, estou colocando neste os passos que dei ao chegar no Canadá até me considerar estabelecido: tirar documentos, abrir conta em banco, arrumar uma casa e coisas do gênero.

Novamente vale avisar: esta informação não é oficial. Muito só se aplica a temporary workers, ou só a quem vem pra Toronto, ou só pra quem é o Chester. Minha intenção é das melhores, mas você tem que avaliar as diferenças do seu caso e sempre procurar a informação oficial e atualizada.

Work Permit

Conforme explicado no post anterior, após conseguir uma oferta de emprego aprovada em uma LMO e ter aprovada a solicitação de um visto de trabalho no Brasil, você terá o visto no passaporte e uma carta. No aeroporto vão te mandar para a imigração, e lá você entrega a carta.

Fomos muito bem atendidos pela oficial da imigração, que emitiu o work permit ali mesmo, e esclareceu as dúvidas remanescentes. Mas não era o momento de descansar, pois precisávamos do…

SIN Card

O Social Insurance Number (SIN) faz aqui o papel do CPF (vira e mexe te pedem) e, de certa forma, da carteira de trabalho – você não pode trabalhar sem ele, então a primeira coisa a fazer aqui é solicitar um.

O processo é simples: basta ir a um Service Canada Centre com seu passaporte e work permit. Você vai receber o cartão pelo correio – se não tiver endereço fixo ao chegar, dê o do trabalho ou de alguém de confiança. Não é preciso ter o cartão físico para trabalhar – basta o número, que sai na hora.

Conta Bancária e Cartão de Crédito

Em tese é possível chegar aqui, entrar em um banco e abrir uma conta, em particular se você estiver empregado. Mas vai ser difícil, por exemplo, ter um cartão de crédito, porque tudo é baseado em histórico de crédito.

O que eu fiz foi abrir uma conta no HSBC do Brasil alguns meses antes de viajar, porque o HSBC facilita a abertura da conta em um país quando você já é cliente em outro (e o mesmo vale para cartões HSBC MasterCard). Procure uma agência no Brasil para ter mais detalhes.

A opinião das pessoas sobre o HSBC aqui varia entre amor e ódio. Pessoalmente, só tive experiências boas, mas leve em conta que minha conta é Premier e que eu quase só uso caixa eletrônico e internet. De qualquer forma, você vai precisar estar com a conta aberta ao alugar uma casa/apartamento, o que leva ao próximo tópico:

Moradia

Já que teríamos que procurar o lugar definitivo pessoalmente, alugamos um desses apartamentos “de veraneio” antes de viajar (dica: Airbnb/Wimdu). Sai mais barato que hotel, mas a disponibilidade é menor, então quanto antes você procurar, melhor.

Queríamos morar no centro (downtown), onde está rolando uma especulação imobiliária que não fica devendo nada à de São Paulo, então foi preciso tempo: no final de Setembro só era possível encontrar apartamentos com disponibilidade para Novembro. E isso porque tem sites bacanas como o homeTRADER para procurar, além de revistas grátis com ofertas em cada esquina.

Outras regiões podem ter mais oferta, mas leve isso em conta ao planejar o tempo da sua hospedagem temporária. Considere também que os aluguéis aqui quase sempre começam no início do mês – a gente precisou estender em um hotel, e saiu caro.

Os apartamentos aqui geralmente têm geladeira, fogão, e quando o prédio não tem lavanderia, máquina de lavar e secar. Você vai ter que comprar o resto da mobília, e aí eu recomendo a Ikea. Em Toronto, duas delas (North York e Etobicoke) são acessíveis via metrô + van gratuita.

Dica: Compre ou pegue emprestada a parafusadeira deles, que já vem com as pontas certas para os parafusos dos móveis de lá e é bem em conta.

Ontario Photo Card

Em teoria você pode usar seu passaporte como documento, mas não é legal andar com ele por aí. Na província de Ontario, o Photo Card funciona como o R.G. brasileiro e como comprovante de residência, então eu recomendo fazer um assim que você tiver um endereço fixo.

Para fazer ele, vá a um Service Ontario (não confunda com o Service Canada do SIN Card). Não é preciso ter comprovante do endereço (mas é onde vai ser entregue e o que vai ser impresso nele, então é bom que seja o definitivo). Basta levar o passaporte e estar preparado para tirar foto na hora.

IMPORTANTE: Se você pretende ter carteira de motorista, não faça o photo card. Não sei os detalhes (porque não é o meu caso), mas ele e a carteira de motorista são meio que excludentes, e uma coisa pode complicar a outra.

Ontario Health Card

É necessário para usar o sistema de saúde pública. Esse também é feito no Service Ontario (mas procure um que faça Health Card), bastando levar um comprovante do seu status de imigração, um de identidade e um de residência, dentro da lista de documentos aceitos em cada categoria.

Pude usar o work permit para o status e o Photo Card para identidade + endereço. Eles podem pedir documentos adicionais (ex.: open work permit pode pedir carta de empregador), mas pra gente foi só isso. Ah, você precisa completar três meses morando em Ontario para obter o benefício.

Family Doctor

Uma vez com o health card, você será atendido em emergências sem ter que arcar com os custos. Mas para outros casos você sempre vai procurar o médico de família – um clínico geral que conhece o seu histórico, vai te ajudar com receitas e te encaminhar para especialistas se for o caso. Encontrar um pode ser rápido ou demorado, então é bom ir atrás assim que estiver com o health card em mãos.

Como sempre, o governo vai te dar uma ajuda: o Health Care Connect é um programa no qual você se inscreve e eles tentam achar um médico próximo à sua residência que tenha disponibilidade para acrescentar você e sua família à sua lista de pacientes. Eu tive sorte (ou fui ajudado pelo fato de morar do lado de um hospital): me inscrevi pelo website, e em menos de um mês eu e minha common-law partner conhecemos nosso médico.


OBS. 1: As coisas estão listadas meio que na ordem em que eu fiz, pois em muitos casos um documento ajuda a tirar o outro (ex.: o Photo Card era o único comprovante de residência que eu tinha quando fui fazer o Health Card).

OBS. 2: Acredito que este post cobre tudo o que eu fiz até me considerar “instalado” aqui, mas pode ser atualizado caso eu lembre/faça mais algo nesse sentido.

Comments