chester's blog

technology, travel, comics, books, math, web, software and random thoughts

Scroogenomics: A Economia Dos Presentes

| Comments

Um livro cujo título junta Economics (economia) e Scrooge (personagem avarento do conto de Dickens, que também foi homenageado por Carl Barks ao nomear o Tio PatinhasUncle Scrooge no original), pode parecer mal-intencionado. Mas não é: o objetivo de Scroogenomics é mostrar que a compra desenfreada de presentes no natal não é exatamente a oitava maravilha para a economia nacional ou global – ao contrário do que o senso comum (compras ⇒ aquecimento econômico) possa sugerir.

A idéia central é que quando eu pago, digamos, R$ 50 por uma mercadoria, é porque considero que aquilo vale (em termos de satisfação, utilidade ou qualquer critério de valor) pelo menos aqueles R$ 50. Se eu toparia pagar, digamos, R$ 70 por essa mercadoria (caso não a achasse por R$ 50), criou-se valor nesta compra. Em contrapartida: se você gastou R$ 50 para me dar um presente, mas é algo pelo que eu não pagaria mais de R$ 40, o seu ato de boa-vontade destruiu R$ 10 de riqueza dentro da nossa economia.

Parece bobeira, mas somando toda a perda de valor, o número ultrapassa os US$ 60 bilhões – só nos EUA! Com bom humor e sem exigir conhecimento de econometria ou outros assuntos técnicos, o autor mostra como quantificou e qualificou estes números, e pincela algumas soluções – sem querer fazer spoiler, ele pondera até as limitações de presentes em dinheiro (que seriam ideais em uma visão de economia na qual todos os agentes econômicos fossem racionais), defende os gift cards (conhecidos aqui como “vale-presente”) como um bom meio-termo, e apresenta razões suficientes para levar em conta as versões filantrópicas destes cartões, isto é, os que a pessoa usa não para reverter em compras para si, mas sim para “gastar” em caridade dentre uma gama de instituições e causas.

Um exemplo desse tipo de presente são os gift cards do Kiva. O Kiva é um site de microcrédito (que já mencionei antes), através do qual pessoas físicas podem fazer empréstimos de baixo valor – empréstimos estes que fomentam atividades econômicas em comunidades de baixa renda ao redor do globo. O gift card deles permite que você dê ao seu amigo ou familiar a oportunidade de, como diz o lema do site, mudar vidas. O livro mostra que esse tipo de presente não apenas destrói pouco ou nenhum valor entre quem dá e quem recebe, mas que, no somatório da economia, constrói valor como poucas outras coisas conseguiriam.

Mesmo que você não considere esse tipo de iniciativa, ainda é interessante aprender com este economista para onde vai o dinheiro (e, mais importante, o valor) toda vez que dá ou recebe um presente, e, no mínimo, conseguir mais satisfação do presenteado por real gasto.

(Interessado? Compre o meu na lojinha!)

Comments