chester's blog

technology, travel, comics, books, math, web, software and random thoughts

Asperger, a vida, o universo e tudo mais

04 Sep 2004

capa de O Estranho Caso do Cachorro MortoNunca me decepcionei com as resenhas de livros do Joel Spolsky. Mas o assunto costuma ser o processo de desenvolvimento de software, o que me deixou supreso ao ler seu comentário a respeito de O Estranho Caso do Cachorro Morto (bem, talvez nem tão surpreso assim, já que ele é o único outro desenvolvedor que eu conheço que cita Gilmore Girls do nada).

O narrador/personagem principal é um jovem portador da Síndrome de Asperger, uma forma muito particular de autismo cujos sintomas incluem uma dificuldade em interpretar linguagem corporal e facial – geralmente sem prejuízo da capacidade intelectual. O ponto de partida é sua tentativa de encontrar o assassino do tal cachorro, o que o leva a descobertas muito mais comprometedoras sobre a vizinhança que o cerca.

Tal descrição pode dar a falsa ilusão de que é apenas mais um drama ou romance policial, mas o livro vai muito além disso. É um convite a conhecer o mundo através de uma nova ótica – tão racional que desconhece a metáfora e é incapaz de recorrer à mentira. Uma visão objetiva, mas não desprovida de sentimentos, que analisa uma simples viagem de metrô e a mais complexa crise conjugal com o mesmo rigor científico, numa tentativa diligente de encontrar ordem no caos que nós chamamos de mundo.

capa de O Guia do Mochileiro Das GaláxiasO Guia do Mochileiro das Galáxias é um clássico da ficção científica, meio antigo até, mas cuja edição nacional é recente. Já não leio este gênero há um bom tempo, mas valeu a pena abrir uma exceção, pois o livro é realmente fantástico. Não dá pra falar muito sem estragar surpresas, mas basta dizer que, ao contrário da maioria dos autores de FC (que se levam mais a sério do que merecem), Douglas Adams expõe suas sacadas não como uma tentativa frágil de sistematizar o mundo, mas sim como o que são: excelentes sacadas.

No final, fica mais do que justificada a enorme quantidade de referências a ele na web (desde a relação entre peixes e o tradutor do AltaVista até o resultado misterioso da calculadora do Google). A edição tem preço acessível, e a qualidade (papel, tradução) no geral não decepciona. É o prieiro de uma série (e não dá pra saber se os outros serão lançados), mas pode ser lido sozinho sem maiores problemas.

Learn how to write in Markdown with this Quick Reference.