chester's blog

technology, travel, comics, books, math, web, software and random thoughts

Los hombres turísticos

03 Jun 2002 | Comments

Sem entrar no assunto “rivalidade Brasil-Argentina” (ainda mais em época de copa): todo mundo que tem uma conta de e-mail nesse país já deve ter recebido a infame foto da barreira argentina, que certamente representa um dos momentos mais felizes do fotógrafo, e um dos mais infelizes dos pobres jogadores.

O que me chamou a atenção foi a quantidade de versões editadas (como esta e esta) que circularam em tão pouco tempo. Se continuar nesse ritmo, a seleção argentina tem potencial para desbancar o Tourist Guy, impulsionada pelos nossos torcedores photoshopeiros.

Eu sei o que você está pensando

02 Jun 2002 | Comments

Ainda na linha da gaivota (vide nota do mês passado): este sistema se propõe a adivinhar qualquer coisa que você esteja pensando, fazendo até 20 perguntas (descontadas as que você não souber responder). Parece uma super-extrapolação do clássico Jogo dos Animais, mas vale uma espiada.

Camisinhas do kiss

02 Jun 2002 | Comments

Agora a vida ficou completa: lançaram as Kiss Condoms, camisinhas com os “rostos” dos integrantes do Kiss estampados na caixinha (aliás, espero que seja só na caixinha). Não consigo imaginar coisas muito mais bizarras do que isso pra usar numa noite de luxúria…

<font color=red>UPDATE</font>: Como se não bastasse isso, o sucesso de “The Osbournes” impulsionou o lançamento de produtos licenciados. Dos tradicionais bonés e bonequinhos até cuecas e calcinhas, tudo com os rostos da família mais bizarra do planeta. Jisuis!

A falta de noção chegou na web e parou

28 May 2002 | Comments

Não é raro vermos pessoas talentosas que “desaparecem” na sociedade porque não se “vendem”, seja por timidez ou modéstia. Isso é lamentável, mas tem o outro extremo: gente que acredita que o universo gira em torno do próprio umbigo. Não esou falando dos Arthur Clarkes da vida, i.e., gente que é um pouco “metida”, mas cujo talento até lhes dá um pouco desse direito, e sim daqueles que não têm nada a dizer, mas insistem em procurar os holofotes.

Estou falando isso porque não sei em qual categoria encaixar este site. É a home-page de um empresário que tem seus dotes de inventor (o suporte de bebedouro, se tivesse um botão compre, eu já tinha levado), etc. e tal, até podia se colocar como um “self-made man”, mas o tom é arrogante demais. A palavra que mais aparece na home é “eu”, e ele podia ter passado sem o ridículo flash da abertura.

Só pelo tom “umbigal”, eu mandaria direto para o Hall of Shame, perdendo, talvez, para o famosíssimo Joel, o campeão nacional da falta de noção (se você tem estômago forte, desligue a caixa de som e conheça-o aqui), que chegou a ter sua legião de “anti-fãs”. Claro, ele pelo menos tem algo a oferecer para o mundo, mas pra que fazer tanto papelão?

Será que as pessoas são felizes assim? Se forem, por favor, me vendam a fórmula, que eu estou precisando!

Por trás dos emuladores

21 May 2002 | Comments

</div> <div class=mensagem>Para quem nunca viu: emuladores são programas que simulam o funcionamento de computadores ou videogames antigos, permitindo que se rode os programas destas máquinas nos micros modernos (veja e pegue aqui alguns deles).</p> Estes programas, nem sempre legais, são desenvolvidos geralmente por programadores solitários – no máximo, pequenos grupos colaborando através da Internet. E eu me diverti muito visitando o Emu-Celebs, um site dedicado a mostrar as pessoas por trás deste universo: programadores, webmasters, organizadores de ROMs (cópias dos softwares). Pra quem já reviveu um Atari ou MSX virtual vale a pena perder uns minutos aqui.</div> <div class=mensagem>

And the Oscar goes to… Omelete

16 May 2002 | Comments

Essa nota é pra reparar uma injustiça. Já citei mais de uma vez o Omelete aqui, e fora a tiração de sarro com o nome do site, nunca comentei a respeito. O site é o que há de melhor quando o assunto é “cultura nerd” – ou, pelo menos no ramo de quadrinhos/desenho animado da coisa, do qual posso falar com mais propriedade.

Além de muito, muito, muito material, os caras focam em pontos divertidos, como esta reportagem sobre Thundercats. Os artigos “opinativos” de vez em quando me desagradam – mas, assim como no futebol, é justamente essa incerteza sobre a qualidade dos lances que dá o molho para a coisa. Mas no quesito informação são imbatíveis mesmo!

Filmes sobre quadrinhos: desconfie sempre

15 May 2002 | Comments

Depois de produções bem-cuidadas e com pelo menos um pouco de respeito à inteligência do público, como foram X-Men e Homem-Aranha, as pessoas parecem estar perdendo o medo das adaptações de quadrinhos para filmes.

Comigo não, violão! O Omelete (site cujo conteúdo é muito mais interessante que o nome) publicou esta excelente relação de filmes e seriados fuleiros baseados em quadrinhos. Uma passagem rápida pela divertidíssima lista mostra que a indústria do cinema ainda tem muito do que se redimir neste setor – e olha que eles esqueceram o Besouro Verde, cujo assistente (Kato) era intepretado pelo estreante Bruce Lee…

Etêêê… minha escola…

14 May 2002 | Comments

Era de se desconfiar, mas eu não sabia: Steven Spielberg é um college dropout, ou seja, abandonou a faculdade para seguir sua carreira. O curioso é que, moço feito, resolveu retomar os estudos – e conseguiu. Ele salienta, claro, que não precisa do diploma, mas o fez por questões simbólicas.

Achei muito positiva a atitude, principalmente pelo exemplo para os mais jovens. Não é muito animador para quem se dedica à faculdade ver que os homens mais ricos e bem-sucedidos do mundo a abandonaram para perseguir seus objetivos, ao invés de usá-la neste sentido.

BIAS ALERT: Claro que eu sou suspeito para falar do assunto pois, guardadas as devidas proporções, me identifiquei com o caso: também abandonei a faculdade em prol do trabalho e, coincidentemente, também estou iniciando o árduo (mas certamente compensador) processo de retomada da graduação…

O inferno astral do Ronald

10 May 2002 | Comments

Eu achei que era um daqueles exageros que tradicionalmente se permite nas manchetes dos jornais, mesmo naqueles mais sisudos. Mas o JT tem lá a sua razão ao batizar de “inferno astral” os dois últimos anos do McDonalds, e todas as dúvidas desaparecem ao examinar este quadro no qual o jornal coletou alguns momentos dessa crise de uruca que acometeu a rede. Meu palpite é que o Carlinhos Brown, o pé-frio campeão do Brasil, está fritando hamburguers em alguma loja da rede…

A trilha sonora do pornô

09 May 2002 | Comments

Webdesigners são pessoas estranhas, mesmo para os meus padrões. Talvez seja por isso que eu convivo com tantos. De qualquer forma, a Wired encontrou um que chuta o balde: ele é fanático por músicas de filmes pornôs, e criou uma web rádio que fica transmitindo 24 horas essas músicas. Dê uma olhada – é a maior viagem ficar imaginando as situações em que cada música foi usada! :-)